30.11.11

Momentos de Ouro com Hoegaarden

Esta é a mesa de jogo em que já fui feliz. Várias vezes. Nesta mesa já se jogou poker com óculos escuros, coisa séria, fumo na sala, no fim ficou do meu lado o suficiente para patrocinar um jantar num restaurante com estrelas Michelin.

(caramba, isto é viciante...)
Foto: Visconde de Vila do Conde

29.11.11

Momentos de Ouro com Hoegaarden

Estes são os meus livros, a fonte dos meus saberes. Nas noites de insónia abro um deles ao acaso e fico a saber tudo o que interessa sobre o Rei Herodes ou sobre Heraclito. São uns bons livros, fiáveis, imponentes e impressionantes, apesar de terem sido ganhos numa noite de poker.

(ah, se eu tivesse um blog cor de rosa, o potencial que anda por ai...)

Foto: Visconde de Vila do Conde

27.11.11

Tio Lancastre

"A problemática, meu rapaz" - começou o Tio Lancastre, enquanto aquecia o balão que havia de projectar o aroma do Hennessy, "é que elas não se preparam para a coisa correr mal, vem-lhes do excesso de visualização de telenovelas, a igreja atapetada de rosas brancas, dia de sol lá fora, o padre que pergunta lentamente, Bernardo de Vasconcellos e Sousa Lumbrales aceita Cátia Vanessa Silva, as coisas são como são, nas novelas os ricos podem escolher as cabeleireiras, para sua esposa, protegê-la na saúde e na doença, pára a imagem, close-up da lágrima furtiva que cai cara abaixo da mãe da noiva, câmara que se volta a focar no ar grave do padre, todos os dias da vossa vida?, pára de novo a imagem, foco na amiga de Bernardo que sorri enigmaticamente, câmara focada no rosto expectante da Cátia Vanessa que aguarda o sim, pára a imagem de novo, câmara detém-se agora em Ruben Micael que acaba de entrar afogueado na igreja, há tensão no ar, alguns amigos de Bernardo fulminam Ruben Micael com olhares de forcado, foco de novo em Bernardo, que respira fundo, sorri, e acaba por dizer Sim, aceito, câmara foca em primeiro plano o suspiro aliviado da mãe da noiva, Ruben Micael sai pelo seu próprio pé, é como te digo, meu rapaz, elas não se preparam para que a coisa corra mal, ninguém as treina para reparar que a amiga de Bernardo ainda não tirou o tal sorriso enigmático".

Vai ser preciso muito mais...

...para me convencer a sintonizar a Rádio Amália.

22.11.11

Chá de menta

Foto: Visconde de Vila do Conde

18.11.11

Disso do simbolo químico da água, ou lá o que é

Sei qual é a capital do Liechtenstein, quem realizou "Laranja Mecânica", quem escreveu "Doutor Jivago", quem foi o segundo homem a pisar a lua, quem inventou o Walkman, quem disse "os nossos clientes podem escolher a cor do carro que quiserem, desde que seja preto", sei que me espanta que a grande maioria dos mais novos com quem falo não saiba quase nada do que são os meus saberes e também sei que me espanta ainda mais eu saber tão pouco dos saberes deles.

(e também sei quem disse "nunca me esqueço de uma uma cara, principalmente se já me sentei em cima dela")

13.11.11

Não esperes muito de mim

Sou só um tipo que gosta de pegar na bicicleta ainda o sol não nasceu, só para ir tomar café e ler o jornal do dia, cão preto a correr ao meu lado, eu gosto de falar com cães, vê lá como são as coisas, depois regresso e visto o meu fato às riscas, pagam-me para vestir fatos às riscas, logo a mim que falo com cães e também falo com os mais velhos que, à hora do meu café em sossego, já vão na segunda aguardente do dia, esta é caseira, amigo!, sou só um tipo que gosta de pensar que os vinhos têm que ligar com a comida, ainda ontem assei castanhas na lareira e vi um filme a preto e branco e abri um porto vintage que liga bem com chocolate amargo, não esperes muito de mim, sou só um tipo que gosta de ir a sítios onde os outros não gostam de ir, depois é meter-me pelas ruas que não são as mais largas e deixar-me ir ficando, há sempre alguém que virá perguntar porque raio é que eu estou ali e não estou nas ruas largas, sou só um tipo que se delicia com pianos que tocam em discos de vinil a acompanhar petiscos feitos por mim.

Não esperes muito de mim, portanto.